Dois corpos são encontrados em terreno em Ibiúna

Igor Juan

29 de junho de 2021
Atualização:29 jun 2021 às 18:46

Dois corpos foram encontrados em um terreno na manhã desta segunda-feira (28), no bairro Bela Vista, em Ibiúna. Três suspeitos foram detidos pela Polícia Militar (PM). Um possível autor do crime já foi identificado o caso corre sob sigilo.

Segundo informações da PM, a equipe recebeu solicitação do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) para averiguar uma ocorrência na Estrada do Verava. Quando os agentes chegaram ao local, notaram um rastro de sangue que se iniciava nas margens da estrada e seguia até um terreno vazio com vegetações. Dentro do terreno, foram encontrados dois corpos de homens cobertos por galhos. O local precisou ser isolado até a chegada da polícia científica.

Apenas uma vítima foi identificada pela perícia. Não foi constatado perfurações causadas por armas de fogo nos corpos. Uma moradora do bairro contou à PM que, por volta das 23h do último domingo, ouviu barulho de um veículo que teria estacionado em frente a propriedade. Então, ela foi ver o que estava acontecendo e percebeu que dois rapazes carregavam algo para dentro do terreno. A mulher ainda teria gritado para que eles fossem embora.

Ela diz não ter desconfiado que se tratava de um caso de homicídio. De acordo com o relato da testemunha, um dos indivíduos era magro, alto e segurava uma lata de cerveja. O outro era baixo e usava um capuz. A vizinha também notou um terceiro envolvido dentro do veículo.

Um pouco depois, os policiais encontraram a lata de cerveja, que teria sido usada por um dos homens, e uma chave de carro, próximo a um bar que estava sendo preservado pela Guarda Civil Municipal (GCM), por haver indícios de crime. Eles também foram informados que a GCM havia localizado um veículo modelo Honda City carbonizado.

Enquanto uma viatura policial permaneceu no terreno onde os corpos foram encontrados, a PM se deslocou até o bar, onde houve uma briga. Logo, chegou ao conhecimento dos agentes que um dos autores do homicídio morava pelas imediações.

A equipe foi até o endereço informado e abordou um homem, que tentou fugir ao notar a presença da viatura. O suspeito não portava documentos pessoais e estava com as roupas sujas de sangue, ele não soube explicar aos policiais o motivo das manchas em suas vestimentas. O homem foi detido e informou seu endereço aos agentes. O local indicado já era conhecido pela ocupação de usuário de drogas.

No endereço passado pelo detido, outros dois homens foram abordados. No quarto da casa foram localizados dois simulacros de pistola, quatro celulares e 40 porções de maconha. Um dos suspeitos alegou que não conhecia o outro rapaz. Os dois indivíduos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia, onde foi elaborado um boletim de ocorrência por tráfico de drogas.

A equipe questionou novamente o primeiro detido, que estava com as roupas sujas, sobre seu endereço. O local informado por ele estava situado na mesma rua onde os dois corpos foram encontrados. Na residência foi encontrado um Cartão Nacional de Saúde (Cartão SUS), documento que possibilitou a identificação sua identificação.

A ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia como homicídio qualificado. O delegado apreendeu as roupas manchadas de sangue do primeiro suspeito e o liberou em seguida. Um possível autor do crime, que teria usado o próprio veículo — um Chevrolet Astra azul — para remover e ocultar os corpos, foi identificado pela Polícia Civil.

O proprietário do bar prestou também prestou depoimento. A família de uma das vítimas foi localizada através da identificação do Honda City — que também foi apreendido — e solicitada a comparecer à delegacia para acompanhar a apresentação da ocorrência. A investigação ocorrerá sob sigilo.