Empresa de coleta de lixo abandona Mairinque e deixa cidade só no lixo

Igor Juan

24 de junho de 2021
Atualização:24 jun 2021 às 18:15

Lixo-Mairinque-Centro

Acumulo de lixo em esquina da região central da cidade. Foto – Matheus Queiroz.

Diversos bairros, ruas e avenidas da cidade de Mairinque passaram a apresentar um cenário incomodo desde a manhã de quarta-feira 23 de junho. O acumulo de lixo.

Moradores que regularmente esperam pela cola de lixo conforme o cronograma de realização do serviços, não tiveram o lixo recolhido pelos coletores e empresa responsável e pilhas de sacos estão abarrotados em lixeiras publicas e particulares.

O motivo do acumulo e não realização do serviço, segundo informou a Prefeitura é que a empresa que gerenciava o serviço na cidade –  EPPO em caráter emergencial desde dezembro de 2020, teve na data do ocorrido –  23 de junho o termino de seu contrato e que assim deixou a cidade.

Em nota simples a prefeitura ainda destacou que um novo processo para contratação de uma outra empresa  já está sendo realizado, e a nova contratada iniciará o quanto antes a normalização e realização do serviço.
A Prefeitura Municipal de Mairinque salientou ainda que segue buscando o melhor para o cidadão e conta com a compreensão de todos neste momento. Mas questionada pelo Correio do Interior – Folha de S.Roque o porque não se planejou antes para que a situação não viesse a virar um caos na cidade, o jornal não obteve a resposta.
Essa não é a primeira vez em que situações como essa  na cidade de Mairinque ocorre, sempre por parte da empresa contratada ou pela administração pública local o serviço deixa de operar.