Estiagem severa pode piorar incêndios no Pantanal e na Amazônia

Igor Juan

2 de junho de 2021
Atualização:02 jun 2021 às 13:06

Cientistas que estudam o clima alertam que a estiagem severa no Centro-Sul do Brasil, além de provocar riscos de crise hídrica e energética, pode provocar incêndios no Pantanal e na Floresta Amazônica piores do que aconteceram no ano passado.

No ano de 2020, os dois principais biomas do Brasil foram marcados pelos piores incêndios florestais já vistos em toda a história. Para piorar a situação, as chuvas do verão passado foram abaixo do esperado e não ajudaram a recuperar as áreas queimadas.

Tanto o Pantanal quanto a Amazônia, além de conterem as principais belezas naturais do Brasil, na fauna e na flora, são excelentes sugadores de gás carbônico na atmosfera, reduzindo os efeitos do aquecimento global. Sem eles, os problemas climáticos no Mundo serão cada vez mais graves, e a seca severa é um deles.

Aliás, a floresta Amazônica já sente os efeitos do aquecimento global. Enquanto a parte sul da floresta, que faz divisa com estados do Centro-Oeste, vive períodos de seca, a porção da Amazônia que se encontra em toda a Região Norte sofre com o excesso de chuvas, e a subida acima da média do Rio Negro.