Frente fria avança pelo Brasil causando tempestade e chuva

Redação Folha de S.Roque

15 de outubro de 2021
Atualização:15 out 2021 às 17:38

Uma frente fria associada a um centro de baixa pressão avança pelo Sul do Brasil nesta sexta-feira com chuva e temporais isolados, gerando uma mudança repentina de condições climáticas em  grande parte do Centro-Sul do país com uma onda de instabilidade e tempestades.

O sistema frontal induz instabilidade ainda em áreas do Sudeste e do Centro-Oeste do Brasil que terão chuva e tempestades localizadas, especialmente da tarde para a noite de hoje.  A frente é impulsionada por uma grande massa de ar frio para o mês de outubro e que nas últimas horas chegou a provocar queda de neve nas áreas mais altas da província argentina de Córdoba, no Centro da Argentina, em plena metade de outubro.

A sexta-feira começou chuva na maioria das regiões gaúchas e alguns temporais. Houve relatos de granizo em diferentes cidades da Metade Norte do Rio Grande do Sul, sobretudo nas regiões Noroeste e Norte do Estado. Choveu muito entre o final da quinta e o começo desta sexta-feira em alguns municípios do Noroeste gaúcho. De acordo com dados da rede do Centro Nacional de Previsão de Desastres, até 6h de hoje havia chovido 92 mm em Entre-Ijuís, 65 mm em Horizontina, 57 mm em Passo Fundo, 50 mm em São Borja, 49 mm em Erechim, 43 mm em Santa Rosa e 40 mm em Iraí.

A chuva predomina hoje no Rio Grande do Sul e atinge a maior parte do território gaúcho ao longo desta sexta-feira. Os maiores acumulados se concentram na Metade Norte, onde os volumes já altos em algumas cidades devem subir ainda mais com a persistência das precipitações, o que é uma má notícia para o trigo em fase de colheita que tem perda de produtividade com a elevada umidade e o excesso de precipitação que vem se registrando. Em Porto Alegre e região metropolitana, o dia é de muitas nuvens e a chuva que começou a atingir a capital ao redor das 4h40 de hoje deve seguir durante as próximas horas.

Há chance de chuva a qualquer hora do dia na Grande Porto Alegre nesta sexta e as precipitações em alguns momentos são moderadas a fortes com trovoadas, apesar de não serem antecipados excessivos volumes e a chuva ser fraca na maior parte do dia. O risco de temporal é baixo. A chuva no Sul gaúcho, ao contrário, é menos volumosa e com baixos acumulados na maior parte das cidades. No Extremo Sul gaúcho, então, deve chover muito pouco. O ar mais seco e frio que avança pelo Nordeste da Argentina deve começar a melhorar o tempo a partir do Oeste principalmente da tarde para a noite, o que deve propiciar o retorno do sol em cidades da região como Uruguaiana, Barra do Quaraí, Itaqui e Quaraí em um primeiro momento.

Frente fria traz temporais para o Sul, Centro-Oeste e Sudeste

A chuva associada ao centro de baixa pressão e o deslocamento da frente fria atinge hoje também Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Sul de Goiás, Triângulo Mineiro em Minas Gerais, e o estado de São Paulo. O risco de temporais muito fortes a severos, talvez mesmo com potencial destrutivo muito isoladamente, concentra-se mais em parte de Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul e São Paulo nesta sexta. A área entre o Paraná, o Mato Grosso do Sul e São Paulo, pela maior presença de ar quente tropical, tem um risco acentuado de tempo severo nesta sexta-feira.

*** Com informações do serviço de meteorologia MetSul