Imunizada com duas vacinas, mulher morre após pegar variante mortal da Covid-19

Igor Juan

31 de agosto de 2021
Atualização:04 set 2021 às 7:17

O secretário estadual da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, confirmou nesta terça-feira (31) a primeira morte provocada pela variante da Covid-19 – Delta no estado. A morte foi registrada em Piracicaba, interior paulista.

Já vacinada com duas doses do imunizante Coronavac, a vítima é uma mulher de 74 anos, com comorbidade.

O óbito foi revelado na última segunda-feira pela Vigilância Epidemiológica de Piracicaba mas somente nesta terça a informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde do estado. De acordo com a secretaria municipal da Saúde de Piracicaba, a vítima é uma mulher de 74 anos, com comorbidade, já vacinada com duas doses do imunizante Coronavac.

Estudos apontam que a variante é muito mais transmissível e tem maior probabilidade de atacar o sistema imunológico, responsável pelas defesas do nosso organismo.

A variante Delta originalmente foi detectada na Índia, e logo passou a surgir em em mais de 90 países.

Principais sintomas: Dor de cabeça, seguidos de coriza, dor de garganta e febre.