Luciano Hang pede audiência presencial em processo contra Lula

22 de abril de 2021
Atualização:22 abr 2021 às 19:47

O dono das lojas Havan, o empresário Luciano Hang, entrou com um pedido na Justiça na segunda-feira (19) para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva compareça presencialmente para depor na 2ª Vara Cível de Navegantes, em Santa Catarina. As informações são do Uol.

Na ação, o petista processa Hang por calúnia e difamação sob acusação de ter patrocinado um avião que sobrevoou o litoral catarinense com a mensagem: “Lula cachaceiro devolve meu dinheiro”, em dezembro de 2019.

“Atualmente, com a vacinação em andamento e melhor compreensão sobre a covid-19, se mostra possível a designação de audiência presencial para melhor solução do caso em questão, sendo certo, inclusive, que o requerente [Lula] já tomou as duas doses da vacina contra o vírus”, justifica no pedido os advogados Murilo Varasquim e Victor Legal.

A defesa de Hang alega ainda que a “audiência de instrução e julgamento presencial” é uma medida que “se mostra essencial para a melhor elucidação dos fatos narrados” por Lula. O ex-presidente tem 15 dias para responder sobre a preferência de dar o depoimento presencialmente ou de forma remota.

Relembre o caso

No início de dezembro de 2019, Hang afirmou que iria “patrocinar” um avião que sobrevoaria o litoral de Santa Catarina com “mensagens patriotas”. No dia 28, ele publicou um vídeo da cena em seu perfil no Twitter.

The post Luciano Hang pede audiência presencial em processo contra Lula appeared first on Correio do Interior.