Moradores de rua são expulsos de Monte Mor e levados para Boituva

Igor Juan

16 de julho de 2021
Atualização:17 jul 2021 às 13:47

Uma atitude lamentável de um Prefeito, da cidade de Monte Mor, causou polêmica nas redes sociais, na noite desta quinta-feira (15). Segundo ordens do Prefeito da cidade, diversos moradores de rua foram ”enxotados” e ”expulsos” da cidade, vindo parar em Boituva, na Região de Itapetininga.

De acordo com o Prefeito Edivaldo Antônio Brischi (PTB), a medida faz parte de um ”projeto de revitalização” da cidade, que fica na Região de Campinas, e que um dos principais pontos era despejar os moradores de rua que ficavam perto da Rodoviária de Monte Mor.

Em uma rede social, Edivaldo argumentou que vinha sofrendo ”pressão popular” para despejar os moradores de rua, e. não contente com isso, referiu-se a eles de forma pejorativa, afirmando que eles ”faziam a cidade virar um lixo”.

Algum tempo depois, percebendo que a postagem não havia sido bem aceita pela população, tendo inclusive virado assunto de inquérito do Ministério Público de São Paulo, protocolado pela Prefeitura de Boituva, Edivaldo postou outro vídeo, porém defendendo que os moradores de Monte Mor acolham os moradores de rua, e procurem a Assistência Social da cidade.

Moradores de Rua denunciam que foram retirados a força pela Prefeitura de Monte Mor

Chegando à delegacia de Boituva para prestar queixa, os sem-teto de Monte Mor relataram para a Polícia Civil que foram despejados de forma irregular da cidade, e que inclusive teriam sido forçados pelo Prefeito a embarcar na van que os levariam não só para o município, mas também para outras cidades longe de Monte Mor, sem nenhuma justificativa do motivo do despejo.

Chegando em Boituva, e completamente perdidos, eles foram recolhidos pela Assistência Social local e foram acolhidos em um ginásio municipal, onde passaram a noite. Além disso, a Prefeitura denunciou o despejo ilegal para o Ministério Público, que averiguará o caso. O Prefeito de Monte Mor não se pronunciou sobre esse assunto.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *