São-roquense que matou a filha entra na lista de mais procurados de SP

Igor Juan

11 de junho de 2021
Atualização:12 jun 2021 às 17:54

A Polícia Civil de São Paulo colocou o nome de um criminoso foragido de São Roque na lista dos 10 mais procurados do Estado, com uma boa recompensa para quem encontrá-lo vivo. Horácio Nazareno Lucas está foragido, após matar sua filha de 13 anos a facadas, no dia 3 de outubro de 2018

O criminoso está foragido desde a data em que cometeu o crime, e até agora não foi encontrado. Horácio já tem passagens na Polícia por estupro, mas foi solto após cumprir a pena. Enquanto ele ainda estava na prisão, ele também foi acusado de estuprar sua filha.

E foi justamente essa denúncia que fez com que Horácio decidisse matar Letícia Tanzi. Após ser solto para responder em liberdade sobre o estupro de sua cunhada, em 2010, o criminoso resolveu voltar para sua casa, para tentar dissuadir Letícia a retirar sua queixa contra ele. Não obtendo a resposta que desejava, ele se irritou e a esfaqueou diversas vezes, e depois fugiu.

Sua prisão preventiva já foi decretada pela Polícia. Para quem identificá-lo, ele é um homem de 30 anos, com uma tatuagem no braço escrito Tamires. Muitos acreditam tê-lo visto nas áreas rurais de São Roque e Mairinque, mas essas suspeitas não se concretizaram.

Quem encontrar o criminoso deve ligar para o telefone é o (11) 3311-3148. Um e-mail também pode ser encaminhado para procurados@policiacivil.sp.gov.br. A denúncia pode ser feita de forma anônima.

Investigações sobre o criminoso

A procura do criminoso foragido é considerada extremamente urgente pela Polícia, pois ele é considerado extremamente perigoso, principalmente para sua família. Desde o tempo em que Horácio está sumido, sua mulher e seu filho temem que um dia ele decida retornar para sua casa, para matar ambos.

No dia 03 de Outubro, Letícia estava em casa, quando Horácio chegou, após ser solto pela Justiça. A mãe da vítima conta que o criminoso estava calmo quando chegou, mas que teria se irritado quando sua filha negou seu pedido de retirar a denúncia de estupro, movida contra ele.

O crime chocou os moradores de São Roque, e mobilizou as Polícias Militar e Civil e também a GCM. Como ele fugiu pela mata, ele pode estar vivendo em alguma cidade vizinha a São Roque, oi até mesmo na capital São Paulo.