Vírus mortal da febre Marburg já está no Brasil e pode gerar centenas de mortes

Igor Juan

5 de outubro de 2021
Atualização:05 out 2021 às 14:24

O Brasil ainda não completou a imunização nacional de seus moradores contra a covid-19, e já se preocupa quanto um possível surto de um novo vírus mortal que já circula pelo país.

A Prefeitura de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul confirmou, na manhã no dia 3 de outubro um caso de infecção pelo vírus Marburg, emitindo um alerta máximo para os agentes de Saúde da cidade, pois o vírus é raro no Brasil e mortal para quem acaba infectado.

De acordo com o prefeito Marquinhos Trad (PSD), o alerta é para que as equipes de Saúde monitorem a situação dos pacientes que apresentarem sintomas de Marburg, para que eles sejam isolados o mais rápido possível, para evitar que a situação piore.

O Ministério da Saúde já foi acionado, e em nota, recomendou que a Prefeitura tome as devidas providências para conter possíveis surtos da doença. Este é o primeiro caso registrado do vírus Marburg no Brasil. 

O Vírus Marburg

Doença de origem africana, o víruis Marburg é considerado pela OMS como uma doença de alta periculosidade, inclusive na lista de possíveis pandemias pós-Covid-19. Os sintomas iniciais são febre, enxaqueca e mal-estar.

Após um certo tempo, a doença evolui para um quadro de dores musculares, abdominais, náuseas e vômitos, além de palidez, fadiga e letargia. O último sintoma é a febre hemorrágica, e em 7 dias, a pessoa morre. Assim como a Covid, o Marburg tem como hospedeiro o morcego.

O que torna esse vírus muito contagioso é que ele fica impregnado na pele e mucosas do organismo morto, inclusive nas roupas e lençóis das camas hospitalares. Por conta disso, é necessário que eles sejam isolados. Por questões de segurança e privacidade, o nome da vítima e do hospital não foram revelados.