WhatsApp tem 10 anos de existência, veja a evolução do app

Igor Juan

26 de abril de 2021
Atualização:27 abr 2021 às 11:37

O WhatsApp foi criado em 2009, e desde esse período, muita coisa mudou no aplicativo. O que muitos não devem saber é, que a rede social mais usada no Mundo foi criada pela Yahoo, somente para aparelhos Iphone. Ele era usado como complemento para a agenda de contatos. 

Em 2010, o WhatsApp continuou se desenvolvendo, e chegou para celulares Android e BlackBerry. Neste mesmo ano, o aplicativo passou a receber e enviar mensagens e permitir o compartilhamento de fotos. Porém, a rede social era muito instável e pouco confiável, não fazendo o sucesso que deveria ter feito na época.

Compra pelo Facebook

Apesar de seu surgimento ter sido em 2009, o WhatsApp entrou no seu ”período áureo” justamente em 2014, quando o aplicativo foi comprado pelo Facebook, num valor de 10 bilhões de dólares. Após essa compra, as vendas do WhatsApp cresceram exponencialmente até agora.

Desde 2016, a rede social vem investindo em tecnologia e Engenharia da Informação, para que esse serviço melhore cada vez mais. Isso permitiu que, em 2017, a rede criasse um aplicativo somente para empresas, o WhatsApp Bussiness.

A chegada da criptografia no WhatsApp

Uma das principais características que tornam o WhatsApp tão seguro e confiável é o fato de que ele pode criptografar as mensagens que circulam na rede. Em termos práticos, ninguém, e nem mesmo o próprio Facebook podem ler ou saber o que está sendo conversado entre duas pessoas.

Apesar desse ”excesso” de segurança ser bastante bem-vindo, pois garante total privacidade entre as conversas dos usuários, tal medida causou muito problemas para o WhatsApp, inclusive no Brasil, pois a criptografia impedia que órgãos federais tivessem acesso à mensagens de pessoas investigadas, o que foi motivo de várias brigas, inclusive com suspensão do serviço no país.

Políticas de Privacidade

Outro fator que vem causando polêmicas é a Política de Privacidade da rede social. Apesar de ter várias ferramentas que protegem o usuário de golpes e crimes virtuais, algo que vem deixando muitos deles irritados e ressabiados são as Políticas de Compartilhamento de dados com outras redes sociais, e o fato de que isso precisa ser obrigatoriamente aceito por eles.